Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Comércio: APED vai recorrer da taxa alimentar nos tribunais nacionais e comunitários

Lusa

  • 333

Lisboa, 17 jul (Lusa) - A Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) e os seus associados vão recorrer aos tribunais, nacionais e comunitários, contra a taxa de segurança alimentar e a "discriminação" que a medida introduz no setor, disse a diretora-geral da APED.

Os hipermercados vão pagar, em 2012, uma taxa de 4,08 euros por metro quadrado para financiarem a segurança dos produtos de origem animal e vegetal, valor que aumenta para sete euros no próximo ano, segundo a portaria que regulamenta a taxa de segurança alimentar hoje divulgada. Segundo as contas da APED, o setor irá pagar sete milhões de euros este ano e 13 milhões em 2013.

"Já seria um encargo pesado para os associados se estivéssemos noutro enquadramento económico. No atual, é um encargo pesadíssimo, pelo que os associados da APED se reservam no direito de agir relativamente a esta medida por todos os meios que tiverem ao seu alcance, quer a nível nacional, quer a nível comunitário", disse hoje à Lusa a diretora-geral da APED, Ana Isabel Trigo Morais.