Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Combustíveis: Universidade dos Açores identifica "assimetrias" nas subidas e descidas dos preços em Portugal

Lusa

  • 333

Ponta Delgada, 25 jul (Lusa) -- Um estudo realizado por investigadores da Universidade dos Açores identificou sinais de algumas "assimetrias" na formação dos preços dos combustíveis em Portugal, que se revelam, porém, insuficientes para concluir sobre a existência de "subidas rápidas e descidas lentas".

Segundo adiantou hoje à agência Lusa Francisco Silva, um dos investigadores do Departamento de Economia e Gestão da academia açoriana envolvidos no trabalho, o maior "desfasamento na relação entre subidas e descidas" nos preços dos combustíveis em função da evolução do custo do petróleo nos mercados internacionais revelou-se mais evidente no gasóleo do que nas gasolinas.

O estudo em que participaram também Maria da Graça Silva e Nelson Elias teve por referência a variação ocorrida num período de 280 semanas -- de janeiro de 2004 a junho de 2009 --, concluindo que as "assimetrias" identificadas justificam um "contínuo acompanhamento do mecanismo de transmissão de preços nos combustíveis" no país.