Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Coletividades pedem moratória e linhas de crédito no processo da faturação electrónica - Confederação

Lusa

  • 333

Lisboa, 20 dez (Lusa) -- As coletividades querem créditos bonificados para aplicarem a faturação eletrónica, que se inicia para pessoas coletivas a 01 de janeiro, afirmou à Lusa o presidente da confederação destas associações, Augusto Flor.

Após uma reunião do Conselho Nacional da Confederação Portuguesa das Coletividades e Cultura, Recreio e Desporto, o responsável assumiu que o processo é "burocraticamente exigente" e que há associações que nem sequer dispõem de computadores.

"Basta pensarmos nas coletividades que vende pastilhas elásticas, mínis e cafés", afirmou Augusto Flor, indicando que a solução pode ser uma "moratória" da aplicação das regras e uma linha de crédito bonificada para compra de computadores.