Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Coimbra: Cerca de 3.500 trabalhadores de empresas falidas reclamam 44,5MEuro de créditos - USC/CGTP-IN

Lusa

  • 333

Coimbra, 17 jul (Lusa) - Cerca de 3.500 trabalhadores de 60 empresas que faliram no distrito de Coimbra têm a receber créditos de perto de 44,5 milhões de euros, revelou hoje a União dos Sindicatos (USC/CGTP-IN).

Em conferência de imprensa, após uma reunião da direção distrital da USC/CGTP-IN, o coordenador, António Moreira, disse que esta reclamação de créditos pelos trabalhadores corre em processos na justiça, havendo pessoas que "já faleceram e não puderam usufruir desse direito".

Destas 60 empresas, que se encontram em 13 dos 17 concelhos do distrito de Coimbra, 34 são do setor da cerâmica e construção, segundo o dirigente sindical, que destacou o caso da antigas Estaco e Ceres, em que os ex-operários reclamam cerca de 6,5 e 5,4 milhões de euros de créditos, respetivamente.