Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cirurgião Manuel Antunes defende substituição das taxas moderadoras por copagamentos

Lusa

  • 333

Coimbra, 04 fev (Lusa) -- O cirurgião Manuel Antunes defendeu hoje, em Coimbra, o fim das taxas moderadoras e a introdução de copagamentos no serviço Nacional de Saúde.

"As taxas moderadoras deviam desaparecer. Defendo os copagamentos, excluindo para as pessoas que não podem realmente pagar", afirmou Manuel Antunes, considerando que, se assim não for, os impostos terão de "continuar a subir".

"Um país que já não consegue dar o pão de cada dia aos seus cidadãos, não pode dar cuidados de saúde", sustentou o catedrático e diretor do Centro de Cirurgia Cardiotorácica da Universidade de Coimbra, que falava na conferência sobre saúde e segurança social "O Estado pode continuar a tratar de nós?", promovida pelo semanário Expresso, no âmbito do seu 40.º aniversário.