Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CIPquer reduzir indemnizações para menos de 12 dias e adiamento do Fundo de Compensação

Lusa

  • 333

Lisboa, 10 jan (Lusa) - O representante da Confederação Empresarial de Portugal - CIP, Gregório Novo, defendeu hoje a redução das compensações por despedimento para um número inferior a 12 dias e reivindicou a criação do Fundo de Compensação apenas quando as empresas tiverem equilíbrio financeiro.

"Os 12 dias era o leque que estava desenhado no memorando de entendimento - de 8 a 12 - e optou-se pela ponta máxima quando expectável era que, eventualmente, se devesse ter optado por um número situado entre o mínimo e o máximo", afirmou Gregório Novo depois de uma reunião conjunta com os grupos parlamentares do PSD e do CDS-PP, no parlamento.

Segundo o representante dos patrões "foi com uma expectativa gorada que a CIP viu o Governo, quando confrontado com os 8 a 12 dias, colocar-se no patamar superior desse leque".