Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CIP pede revisão de memorando de assistência financeira a Portugal

Lusa

  • 333

Lisboa, 19 fev (Lusa) - A Confederação Empresarial de Portugal (CIP) alertou hoje para o perigo de um corte "no curto prazo" das funções sociais do Estado, pedindo uma revisão do memorando de assistência financeira, nomeadamente no "ritmo" dos esforços pedidos a Portugal.

Falando no Parlamento, o dirigente da CIP Pedro Capucho advertiu para os "efeitos recessivos" de uma redução "em curto tempo" de quatro mil milhões de euros nas funções do Estado, defendendo que um corte tão drástico é "incompatível com a saída de um ciclo vicioso de austeridade e recessão".

Pedro Camacho falava na comissão parlamentar de acompanhamento da implementação das medidas do programa de assistência financeira a Portugal.