Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cidadãos marcam concentração no Porto evocando a revolta de 31 de Janeiro

Lusa

  • 333

Porto, 28 jan (Lusa) -- Um grupo de cidadãos, integrando muitos professores universitários, marcou uma concentração para quinta-feira, "em defesa da república e da democracia", a realizar-se no local do Porto onde, em 31 de janeiro de 1891, republicanos foram derrotados por forças monárquicas.

O apelo para uma concentração pelas 18:30, frente à igreja de Santo Ildefonso, no Porto, tem sido divulgado por correio eletrónico e tem como pretexto o último relatório do FMI, encomendado pelo Governo de Passos Coelho, que os subscritores classificam como "uma brutal declaração de guerra à nossa economia e aos direitos dos cidadãos".

Entre os subscritores estão professores universitários como Teresa Medina, Luís Miguel Duarte, João Caramelo, Gaspar Martins Pereira ou Pedro Oliveira, dirigentes sindicais como Manuela Mendonça ou Jorge Magalhães, pessoas ligadas ao Bloco de Esquerda como Teixeira Lopes ou Soares Luz, para além de figuras como o jornalista Germano Silva, a poetisa Ana Luísa Amaral ou o artista José Paiva.