Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chipre tem que implementar reformas - Angela Merkel

Lusa

  • 333

Limassol, Chipre, 11 jan (Lusa) - A chanceler alemã, Angela Merkel, sugeriu hoje ao Chipre que adote reformas, dois dias depois de ter dito que a ilha mediterrânica, que pediu um plano de resgate a Bruxelas, não vai beneficiar de "condições particulares".

Merkel, que participa numa reunião extraordinária do Partido Popular Europeu (PPE, democrata-cristão), em Limassol, no Chipre, também indicou que a ajuda, avaliada pelo Governo de Nicósia em 17.000 milhões de euros, "não vai ser decidida no imediato".

De acordo com a chanceler alemã, o empréstimo objeto de negociações entre o Chipre e a 'troika' - Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu - "não está numa fase em que possa ser decidido no imediato".