Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chipre: Primeiro-ministro russo considera está em curso "o roubar o roubado"

Lusa

  • 333

Moscovo, 25 mar (Lusa) - O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, considerou hoje que é necessário calcular cuidadosamente as consequências da crise em Chipre, frisando que, nesse país, tem lugar "o roubo do roubado".

"Aí, penso eu, continuam a roubar o roubado. É preciso compreender como, no fim de contas, vai acabar essa história", declarou Medvedev numa reunião com vice-primeiros-ministros do Governo russo.

A expressão "roubar o roubado" apareceu na Rússia depois da revolução comunista de 1917, como a tradução do princípio marxista "expropriar os expropriadores".