Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chipre: Martin Schulz apela para medidas "socialmente aceitáveis"

Lusa

  • 333

Bruxelas, 17 mar (Lusa) -- O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, apelou hoje à proteção dos pequenos aforradores cipriotas e defendeu que as medidas impostas pelo plano de resgate devem ser "socialmente aceitáveis".

"A participação dos depositantes é correta" disse Schulz à edição online do jornal Welt am Sonntag, da Alemanha, mas sublinhou que os cidadãos não são responsáveis pelo problema do Chipre.

As medidas impostas ao Chipre implicam que os aforradores, residentes ou estrangeiros, paguem um imposto extraordinário de 9,9 por cento (%) sobre os depósitos superiores a 100 mil euros, sendo que um imposto de 6,75 % por cento vai ser aplicado a todos os depósitos de valor inferior.