Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chipre: Líder da igreja ortodoxa quer demissão de ministro das finanças

Lusa

  • 333

Nicósia, 31 mar (Lusa) - O chefe da igreja ortodoxa de Chipre, Chrysostomos II, apelou hoje à demissão do ministro das Finanças cipriota, Michalis Sarris, e do governador do banco central, Panicos Demetriades, que considera responsáveis pela crise bancária.

Chrysostomos II acusa os dois responsáveis de não fazerem nada para impedir a reestruturação do sistema bancário, imposta por Bruxelas como contrapartida do plano de resgate, que implica enormes perdas para os grandes depositantes, incluindo a igreja ortodoxa.

Interrogado sobre se está satisfeito pela forma como Demetriades e Sarris estão a gerir a crise, o líder religioso respondeu aos jornalistas: "Se estivesse satisfeito, não lhes tinha pedido para se demitirem, porque eles estão na mesma posição que a 'troika'", composta pelo Fundo Monetário Internacional, pela Comissão Europeia e pelo Banco Central Europeu.