Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chipre: Golpe fatal no setor bancário e décadas de recessão, advertem especialistas

Lusa

  • 333

Nicósia, 18 mar (Lusa) -- O imposto sobre depósitos bancários em Chipre, previsto no plano de resgate anunciado no sábado pelo Eurogrupo, poderá significar um golpe fatal no setor bancário e conduzir a décadas de recessão na ilha, alertam especialistas.

"O plano do Eurogrupo foi um golpe severo para Chipre, anuncia o fim do setor financeiro em Chipre", tal como funcionava até ao momento e baseado na confiança mútua, considerou à agência noticiosa AFP o economista Simeon Matsi.

Na madrugada de sábado, o Presidente cipriota Nicos Anastasiades conclui em Bruxelas um acordo sem precedentes com o Eurogrupo e que prevê um imposto excecional até 9,9% sobre todos os depósitos bancários, e que garantiria uma receita de 5,8 mil milhões de euros, em troca de um plano de resgate de 10 mil milhões de euros.