Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chipre: Faria de Oliveira afasta possibilidade de imposto sobre depósitos ser aplicado em Portugal

Lusa

  • 333

Lisboa, 18 mar (Lusa) - O presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB), Fernando Faria de Oliveira, considerou hoje que as situações vividas no Chipre e em Portugal são totalmente distintas, pelo que a eventual aplicação de um imposto sobre os depósitos está afastada.

"Não faz nenhum sentido fazer qualquer comparação entre a situação cipriota e a do nosso país e pensar que em Portugal pode ser aplicada a mesma medida (imposto sobre os depósitos). Portugal necessita incentivar a poupança e o investimento", salientou o responsável, em declarações escritas enviadas à agência Lusa.

Segundo Faria de Oliveira, "este acordo com o governo cipriota não é generalizável a nenhum outro país da UE [União Europeia], pois deriva das condições particulares do sistema financeiro cipriota, cuja dimensão é muito superior à da sua economia. Na banca cipriota há um elevado peso dos depósitos de não residentes. Por outro lado, o montante necessário para a recapitalização da banca, no âmbito do plano de resgate de Chipre, é um múltiplo muito elevado face à economia do país".