Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chipre: Depósitos bancários de escolas e obras de caridade alvo de cortes

Lusa

  • 333

Nicósia, 22 abr (Lusa) -- Obras de caridade, escolas privadas e companhias de seguros que tenham depósitos no Banco do Chipre vão sofrer cortes de 27,5 por cento, anunciou hoje o banco central cipriota.

Os cortes que foram hoje anunciados visam o plano de restruturação do "problemático" Banco do Chipre e enquadram-se nas medidas impostas pelo resgate financeiro a que o país está sujeito.

Todos os depósitos das companhias de seguros vão sofrer cortes e os ingressos de empresas que não estão declaradas como entidades com interesses no setor financeiro, obras de caridade e algumas instituições de ensino cujos depósitos ultrapassam os 100 mil euros vão sofrer cortes da ordem dos 27,5 por cento.