Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chipre: Comissão Europeia e FMI dizem que acordo reforça a consolidação orçamental e o sistema bancário

Lusa

  • 333

Bruxelas, 03 abr (Lusa) -- O comissário europeu para os Assuntos Económicos, Olli Rehn, e a diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, consideraram hoje que o programa de reformas anunciado por Chipre reforça a consolidação orçamental e estabiliza o sistema financeiro.

Num comunicado conjunto com a diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, hoje divulgado em Bruxelas, Rehn salienta que "o programa implica um ajuste orçamental a um ritmo adequado, que equilibra as preocupações cíclicas de curto prazo e objetivos de sustentabilidade a longo prazo, além de proteger grupos vulneráveis".

O programa plurianual tem como objetivos estabilizar o sistema financeiro e chegar à sustentabilidade orçamental, na sequência dos "passos importantes já dados por Chipre para resolver os problemas em dois dos seus maiores bancos" e inclui o reforço da transparência do sistema financeiro, esclarece o comunicado conjunto.