Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

China: Quatro polícias condenados no caso da morte de empresário britânico

Lusa

  • 333

Hefei, 20 ago (Lusa) -- Quatro agentes da polícia chinesa foram hoje condenados a penas entre cinco e 11 anos de prisão por terem encoberto a morte de um empresário britânico para proteger a mulher do líder político chinês caído em desgraça Bo Xilai.

Os quatro - Guo Weiguo, Li Yang, Wang Pengfei e Wang Zhi - exerciam funções em Chongqing e foram condenados no âmbito do caso do homicídio do britânico Neil Heywood, em novembro, naquela cidade chinesa, por terem tentado fazer valer a tese de morte acidental, informou um porta-voz do tribunal de Hefei, Tang Yigan, aos jornalistas.

A mulher de Bo Xilai, Gu Kailai, de 53 anos, conhecida advogada, membro da aristocracia comunista chinesa e filha de um dos fundadores da China comunista foi também hoje condenada a pena de morte suspensa em Hefei, depois de ter enfrentado, no dia 09, um julgamento de apenas um dia, informou o advogado da família de Neil Heywood à imprensa estrangeira.