Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

China investiga fortuna do PM a pedido do próprio -- Imprensa

Lusa

  • 333

Hong Kong, 05 nov (Lusa) -- A China lançou uma investigação sobre a fortuna do primeiro-ministro a seu pedido, depois de uma notícia ter dado conta de bens no valor de mais de dois mil milhões de euros acumulados em dez anos de mandato.

A notícia na origem da polémica foi publicada pelo New York Times, a 26 de outubro, e o lançamento da investigação é hoje notícia do diário South China Morning Post (SCMP), de Hong Kong.

O jornal revela a primeira reação direta do primeiro-ministro chinês à notícia do jornal norte-americano, a poucos dias do começo do congresso do Partido Comunista Chinês, na quinta-feira, do qual são esperadas alterações na cúpula do poder.