Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

China Human Rights Defenders acusa polícia de maltratar ativista Hu Jia

Lusa

  • 333

Pequim, 18 mar (Lusa) - A organização China Human Rights Defenders denunciou hoje que a polícia chinesa maltratou gravemente o ativista Hu Jia durante as oito horas em que esteve detido na semana passada por "provocar distúrbios".

Em comunicado, a organização denuncia que, na passada quinta-feira, elementos do gabinete de Segurança Pública do distrito de Tongzhou, em Pequim, retiraram Hu Jia de sua casa, onde estava desde 26 de agosto em prisão domiciliária.

Enquanto era interrogado no posto de Zhongchang, a "polícia insultou e agrediu repetidamente, fazendo com que Hu sangrasse da cabeça e sofresse fortes dores na zona lombar", salienta a organização.