Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

China: Comentários na Internet podem levar a pena de prisão

Lusa

  • 333

Pequim, 13 set (Lusa) -- A rede social mais importante da China, a Weibo, registou uma quebra na sua atividade na sequência da aprovação de uma medida que visa controlar os comentários dos utilizadores, que podem ser condenados a penas de prisão.

A nova medida foi aprovada há duas semanas depois do Supremo Tribunal da China ter ditado que as pessoas que publiquem comentários "difamatórios" na Internet podem ser condenadas a uma pena que pode ir até três anos de prisão se forem "amplamente divulgados".

A autoridade judicial considerou como "ampla difusão" um comentário que tenha 5.000 seguidores ou que seja reenviado por outros utilizadores mais de 500 vezes através da Weibo.