Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chefe de Missão a Londres2012 quer objetivos olímpicos "quantificáveis" e "apostas estratégicas"

Lusa

  • 333

Porto, 09 out (Lusa) - O Chefe de Missão a Londres2012, Mário Santos, defendeu hoje no Porto a criação de "objetivos quantificáveis" de Portugal em Jogos Olímpicos, bem como a implementação de "mecanismos de monitorização da preparação e avaliação final".

"Precisamos de objetivos bem definidos e depois elaborar programas e formas de os controlar, com as pessoas mais capazes a tomar as melhores decisões, sempre com responsabilidades claras e partilhadas", disse, durante um colóquio promovido pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Mário Santos sustentou a sua opinião com o "conteúdo vago" do contrato-programa com o Estado para Londres2012, que determinava como objetivo "aumentar o nível qualitativo da participação": "Depois, quando me perguntam, é difícil responder, pois não sei quais eram as expetativas. Três ou quatro medalhas? 30 pontos? 10 finais? Ser último na mesma, mas reduzir o tempo de diferença para o primeiro? Deveríamos ter atitude mais proativa".