Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CGTP-IN exige fim das PPP, dos benefícios fiscais e dos descontos atribuídos ao setor financeiro

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 out (Lusa) - O secretário-geral da CGTP-IN exigiu hoje o fim das Parcerias Público-Privadas (PPP), dos benefícios fiscais "injustificados" e dos descontos atribuídos em sede de IRC ao setor financeiro, defendendo também que o Banco Central Europeu financie diretamente os estados.

No discurso de encerramento da marcha contra o desemprego promovida pela central sindical, em frente à Assembleia da República, Arménio Carlos apontou como uma das "saídas para a resolução dos problemas do país" o fim das PPP e "a renegociação dos contratos daquelas que existem".

"São inaceitáveis esses contratos, em que os prejuízos vão todos para o Estado e os lucros para o privado", disse o sindicalista aos manifestantes, que encheram por completo o espaço fronteiro à escadaria da Assembleia da República.