Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Centro Dramático de Évora já "perdeu" mais de metade dos funcionários

Lusa

  • 333

Évora, 09 fev (Lusa) - Os problemas financeiros do Centro Dramático de Évora (Cendrev) agravaram-se em 2012 e condicionaram a atividade da companhia de teatro, que "perdeu" mais de metade dos funcionários, mas manteve um número "significativo" de espetáculos.

"Estamos reduzidos a menos de metade das pessoas que tínhamos há dois anos na companhia", uns "foram para a reforma" e outros "para o desemprego", através da suspensão dos contratos, contou hoje à agência Lusa o diretor do Cendrev, José Russo.

O responsável realçou que, apesar das dificuldades, a companhia "não deixou de trabalhar" e manteve um número de espetáculos "ainda assim significativo", conseguido à custa de "um quadro de pessoal muito restritivo".