Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Central sindical queixa-se de perseguição e coação às suas atividades em Angola

Lusa

  • 333

Luanda, 26 fev (Lusa) - A Central Geral de Sindicatos Independentes e Livres de Angola (CGSILA), segunda maior central sindical angolana, acusou hoje as autoridades de "perseguição" e de "coação" às suas atividades.

As acusações foram apresentadas em Luanda, numa conferência de imprensa em que o presidente da central sindical, Avelino Miguel, garantiu ir denunciar junto das organizações internacionais em que a CGSILA está filiada o que classificou como "impedimentos ao livre exercício da atividade sindical em Angola".

Avelino Miguel destacou, designadamente, a "perseguição permanente" dos dirigentes e quadros da central, a "coação e mobilização dos trabalhadores filiados para se desfiliarem da CGSILA" e a "ingerência" na vida interna da organização.