Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Centenas de escolas na província tailandesa de Pattani encerradas para reclamar mais proteção para docentes

Lusa

  • 333

Banguecoque, 27 nov (Lusa) -- Centenas de escolas na província tailandesa de Pattani, no sul do país, suspenderam hoje as aulas para reclamarem a revisão de medidas de proteção para os professores, um dos alvos do conflito separatista que assola aquela região muçulmana.

Desde 2004, ano em que a guerrilha muçulmana retomou a luta armada, mais de 150 docentes perderam a vida acusados de serem um símbolo da autoridades do Governo e de impor a cultura budista nas regiões do sul da Tailândia, onde a maioria da população segue a religião muçulmana.

A Confederação de Professores das Províncias da Fronteira Sul concordou segunda-feira em encerrar temporariamente 332 escolas em Pattani até nova ordem, depois do homicídio quinta-feira do diretor de um colégio às mãos da milícia muçulmana, refere hoje o Bangkok Post.