Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cem trabalhadores da EPUL contestam extinção junto à Câmara de Lisboa

Lusa

  • 333

Lisboa, 05 dez (Lusa) -- Mais de 100 trabalhadores da EPUL estão hoje à tarde reunidos junto da Câmara Municipal de Lisboa, numa ação de protesto contra a intenção do executivo liderado por António Costa de extinguir a empresa.

Trajando camisolas e coletes refletores cor de laranja com o nome da Empresa Pública de Urbanização de Lisboa (EPUL), os trabalhadores entregam a cada pessoa que entra nos Paços do Concelho uma cópia do discurso do presidente da autarquia por ocasião dos 40 anos da EPUL.

Em destaque está o último parágrafo desse discurso, no qual o autarca afirma que os contributos que a EPUL dá a Lisboa "podem ainda ser mais ambiciosos [...], para bem da cidade e, sobretudo, para bem das pessoas que lhe dão vida".