Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CDS/Lisboa contra aumento na despesa e prioridade à cultura na Câmara da capital

Lusa

  • 333

Lisboa, 12 dez (Lusa) - O vereador do CDS-PP na Câmara de Lisboa, António Carlos Monteiro, criticou hoje o orçamento municipal para o próximo ano, pelo aumento na despesa e a prioridade na área cultural, considerando-o um "orçamento de orientação eleitoral".

A Câmara de Lisboa aprovou hoje, com os votos favoráveis dos vereadores do PS e dos movimentos independentes eleitos nas listas socialistas, a abstenção do PSD e os votos contra do PCP e do CDS-PP, o orçamento municipal para 2013, de 998.813.128 euros, superior em quase 86 milhões de euros ao aprovado para 2012, de 911.856.432 euros.

Depois de uma reunião privada de câmara que durou todo o dia, António Carlos Monteiro justificou à agência Lusa o seu voto contra pelo "aumento significativo da despesa, de cerca 60 milhões de euros", que se devem, exemplificou, à assunção dos encargos com a limpeza e gestão urbana do Parque das Nações.