Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CDS/Congresso: Moção crítica de Portas diz que partido foi "enorme desilusão"

Lusa

  • 333

Lisboa, 19 jun (Lusa) - A moção de Filipe Anacoreta ao Congresso do CDS-PP afirma que os democratas-cristãos foram "uma enorme desilusão" no Governo, passando de partido do contribuinte a "confiscadores" e acusa Paulo Portas de "falta de empenho" na reforma do Estado.

A moção de estratégia global "CDS mais à frente", de que Filipe Anacoreta é o primeiro subscritor, critica também o que considera terem sido as atitudes de ambiguidade do partido em matérias ditas "fraturantes", como o casamento e a coadoção entre pessoas do mesmo sexo.

Filipe Anacoreta admite uma candidatura à liderança, que não confirma, por enquanto.