Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CDS-PP pergunta a Passos Coelho se há mais tempo para cortar despesa mas fica sem resposta

Lusa

  • 333

Lisboa, 06 mar (Lusa) -- O CDS-PP voltou hoje a defender no parlamento mais tempo para pagar os empréstimos europeus e para reduzir o défice, e questionou o primeiro-ministro se o prazo para cortar 4.000 milhões também pode ser alargado, mas ficou sem resposta.

"Entende ou não o senhor primeiro-ministro que a redução do défice mais faseada poderá vir a ser uma realidade ao mesmo tempo que do ponto de vista do reembolso da dívida também um prazo de reembolso maior, se podemos ou não, com a credibilidade que conquistámos e só a conquistámos porque cumprimos, podemos aspirar a uma redução despesa permanente que também é necessária, de forma mais faseada", questionou Nuno Magalhães no debate quinzenal.

A pergunta do líder parlamentar democrata-cristão acabou no entanto por não ter resposta de Pedro Passos Coelho, que entre outros temas, optou por responder com uma explicação sobre a necessidade de o país se focar na melhoria do seu défice estrutural como forma de ser visto como cumpridor.