Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CDS-PP critica cortes na Casa da Música e diz que dimensão cultural não é "mera equação matemática"

Lusa

  • 333

Lisboa, 19 dez (Lusa) - O vice-presidente da bancada do CDS-PP João Almeida criticou hoje os cortes na Casa da Música, argumentando que "não é aceitável que se ponha em causa a dimensão cultural de um povo", reduzindo-a a uma "mera equação matemática".

"Não é aceitável que se ponha em causa a dimensão cultural de um povo e a dimensão cultural do país e reduzi-la a uma mera equação matemática", afirmou João Almeida.

No plenário da Assembleia da República, numa declaração política em que criticou o "centralismo", o também porta-voz do CDS-PP considerou que "não é aceitável" que a Casa da Música, no Porto, tenha tido um tratamento diferente do Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, acrescentando que isso "está perfeitamente em tempo de ser corrigido".