Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CDS concorda com Cavaco Silva sobre renegociação de condições com credores

Lusa

  • 333

Porto, 01 jan (Lusa) -- O vice-presidente do CDS Nuno Melo disse hoje concordar com o Presidente da República acerca da reavaliação de condições entre Portugal e os credores, deixando para depois um comentário sobre a fiscalização do Orçamento pelo Tribunal Constitucional.

No que toca ao pedido de apreciação pelo Tribunal Constitucional do Orçamento do Estado para este ano, o também eurodeputado salientou que "quando o CDS conhecer as circunstâncias que justificam esse pedido de apreciação, o CDS fará o seu comentário", uma vez que a mensagem de hoje do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, foi "uma declaração genérica".

Na mensagem de ano novo, o Presidente da República disse que Portugal tem argumentos, e deve "usá-los com firmeza, para exigir o apoio dos parceiros europeus, de modo a conseguir um equilíbrio mais harmonioso entre o programa de consolidação orçamental e o crescimento económico", afastando, ainda assim, a possibilidade de um perdão de dívida.