Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CCP e UGT discutem aumento do SMN para 500 euros compensado com descida da TSU

Lusa

  • 333

Lisboa, 01 abr (Lusa) -- A Confederação do Comércio e a UGT discutiram hoje a possibilidade de aumento do Salário Mínimo Nacional (SMN) para os 500 euros, ainda este ano, a compensar com uma descida da Taxa Social Única (TSU) dos salários mais baixos.

"A Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) sempre aceitou discutir o aumento do SMN, mas para nós numa primeira fase deverá ser aumentado para os 500 euros, aplicando o acordo de 2006", disse o presidente da CCP, João Vieira Lopes aos jornalistas, no final de uma reunião com a UGT.

Vieira Lopes salientou que a UGT lhe apresentou "uma proposta que merece ser aprofundada", de redução da TSU para compensar as empresas que seriam mais afetadas pelo aumento do SMN.