Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CCP defende que empresas exportadoras não podem ser prioridade no novo QREN

Lusa

  • 333

Lisboa, 19 jun (Lusa) - A Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) defendeu hoje que a "prioridade à internacionalização" não pode ser circunscrita no novo quadro comunitário de apoio às empresas portuguesas classificadas como exportadoras.

"O alcance tem de ser muito mais amplo, considerando a totalidade da cadeia de valor nacional dos produtos e aqueles que contribuem de forma mais substantiva para acrescentar valor gerado em Portugal", sustenta a confederação patronal liderada por João Vieira Lopes.

Num comunicado enviado às redações pela CCP, na sequência de um encontro tido hoje com o Ministro-Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, no âmbito do próximo quadro comunitário a vigorar entre 2014-2020, a confederação patronal diz pretender um modelo de governação "mais ágil" para o novo ciclo de fundos.