Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cavaco elogia "imensa originalidade" do universo ficcional de Mia Couto

Lusa

  • 333

Lisboa, 10 jun (Lusa) - O Presidente da República de Portugal, Cavaco Silva, considerou hoje que a atribuição do Prémio Camões ao escritor moçambicano Mia Couto foi uma decisão "justa e clarividente" e elogiou a "imensa originalidade" do seu universo ficcional.

Na cerimónia de entrega do Prémio Camões a Mia Couto, no Palácio de Queluz, o chefe de Estado português agradeceu a presença da Presidente da República Federativa do Brasil, Dilma Rousseff, e assinalou o facto de esta ocorrer no dia 10 de junho.

Com Dilma Rousseff ao seu lado, Cavaco Silva afirmou: "O seu gesto, senhora Presidente, tem um significado muito especial, que quero sublinhar, porque ocorre no Dia de Portugal, que é também o Dia de Camões, a data em que celebramos o universalismo da Língua Portuguesa. Na verdade, é um traço de união que celebramos neste Dia de Portugal e das Comunidades Portuguesas".