Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cavaco defende que Justiça deve evitar que tempos de crise se convertam em "tempos de cólera"

Lusa

  • 333

Bogotá, 17 abr (Lusa) - O Presidente da República defendeu hoje que a Justiça não pode alhear-se da realidade à sua volta, sublinhando que lhe compete evitar que tempos de crise se convertam em "tempos de cólera".

"A Justiça enfrenta no nosso tempo desafios muito particulares. Não pode, contudo, alhear-se da realidade à sua volta, das necessidades concretas dos cidadãos, da celeridade exigida pelos agentes económicos", referiu o chefe de Estado, numa curta intervenção na Corte Suprema de Justiça da Colômbia, em Bogotá.

De igual modo, acrescentou Cavaco Silva, que chegou à Colômbia na segunda-feira para uma visita de Estado a convite do seu homólogo colombiano, "a Justiça não pode alhear-se da sua dimensão social, pois é ao serviço do povo que os Tribunais são colocados".