Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Castelo Branco: Vaga de 700 despedimentos deve-se a um frágil modelo de desenvolvimento -- CGTP

Lusa

  • 333

Castelo Branco, 28 jun (Lusa) - A vaga de despedimentos que até meio de julho vai afetar 700 pessoas no concelho Castelo Branco deve-se a um frágil modelo de desenvolvimento, disse hoje, à agência Lusa, Luís Garra, coordenador da União de Sindicatos distrital da CGTP.

Segundo o dirigente, de acordo com dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) o distrito tinha 13 mil desempregados em maio, número que deverá disparar com os 400 despedimentos no centro de atendimento Via Segurança Social e com outros 300 na fábrica de componentes para automóveis Delphi.

Por outro lado, "há desempregados que não estão registados nos centros de emprego, pelo que o número real será maior", realçou.