Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Caso Isaltino: Presidente da Câmara de Oeiras é detido, mas não perde o mandato

Lusa

  • 333

Lisboa, 30 set (Lusa) - O presidente da Câmara de Oeiras foi detido quinta-feira pela PSP, depois de o Tribunal da Relação de Lisboa o ter condenado a dois anos de prisão, por fraude fiscal e branqueamento de capitais, mas não perde o mandato.

O número dois da Câmara é Paulo Vistas, licenciado em Gestão de Empresas e militante social-democrata desde 1990.

O 'Caso Isaltino' teve início há mais de oito anos, quando o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) iniciou uma investigação ao autarca, por suspeitas de que possuía contas bancárias não declaradas na Suíça e na Bélgica.