Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Caso Isaltino: "Eu sou um otimista, senão já me tinha suicidado" -- Isaltino Morais

Lusa

  • 333

Oeiras, 18 abr (Lusa) - O presidente da Câmara de Oeiras, Isaltino Morais, disse hoje à agência Lusa estar "tranquilo" quanto ao desfecho do seu processo judicial, porque mantém a "esperança" de que a Justiça apure "a verdade".

"A Justiça deve ter como pressuposto a verdade e não há Justiça sem verdade. Apurar a verdade nem sempre é fácil, mas sem verdade não há Justiça", afirmou o autarca.

Isaltino Morais reiterou a sua inocência em relação aos crimes por que foi condenado, fraude fiscal e branqueamento de capitais, e ainda acredita que isso será provado: "Eu sou um otimista, senão já me tinha suicidado", disse.