Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Casa Pia: Alegações finais do julgamento de crimes sexuais de Elvas adiadas para janeiro

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 dez (Lusa) - As alegações finais do julgamento dos crimes sexuais de Elvas, alegadamente cometidos contra ex-alunos da Casa Pia, foram adiadas para 03 de janeiro, depois de o tribunal ter deferido pedido do arguido Carlos Cruz para inquirir o ex-motorista Carlos Silvino.

O coletivo de juízes da 8.ª Vara do Tribunal Criminal de Lisboa marcara para hoje as alegações finais, mas requerimento do advogado de Carlos Cruz, Ricardo Sá Fernandes, a pedir visionamento de vídeo com entrevistas concedidas por Carlos Silvino, obrigou à marcação de nova data.

A parte da manhã de 03 de janeiro será ocupada com a inquirição ao ex-funcionário da Casa Pia. Depois serão produzidas as alegações finais, com a mandatária do Hugo Marçal, Sónia Cristóvão, a prescindir do exercício de alegar caso a audiência se prolongue até início da noite.