Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Carlos Paião, falecido há 25 anos, foi "um compositor de mérito único" - Produtor Mário Martins

Lusa

  • 333

Lisboa, 23 ago (Lusa) -- Carlos Paião, falecido há 25 anos, foi "um compositor e autor de mérito único", mas o começo de carreira não foi fácil, como recordou à Lusa o produtor musical Mário Martins, o primeiro a reconhecer-lhe o talento.

"Se hoje estivesse vivo, seria provavelmente o maior compositor e autor de música ligeira", enfatizou Mário Martins, que conheceu Carlos Paião por intermédio de "outro grande compositor", Manuel Paião, seu primo, autor de sucessos como "Ó tempo volta p'ra trás".

"O Carlos Paião tinha ganhado o Festival da Canção de Ílhavo, e tinha enviado uma cassete com temas seus para a EMI-Valentim de Carvalho, que nunca mereceu qualquer resposta, até que o Manuel Paião, com quem eu trabalhava regularmente, me pediu para ouvir a cassete e eu fiquei abismado, pois havia ali muita qualidade", contou Mário Martins, na altura diretor do Departamento de Artistas e Repertório da antiga discográfica.