Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Carlos Costa garante em tribunal que desconhecia os títulos que as 'offshore' do BCP detinham

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 mar (Lusa) -- O antigo diretor da área internacional do BCP Carlos Costa disse hoje em tribunal que não tinha conhecimento sobre qual era a prática da gestão discricionária das 'offshores' do banco que estão a ser investigadas pela justiça.

"Não tinha conhecimento de qual era a prática da gestão discricionária, nem tinha conhecimento que não havia 'ultimate beneficial owner' [beneficiário último]" das mesmas, afirmou o atual governador do Banco de Portugal.

Carlos costa explicou que as funções que tinha não o obrigavam a ter essa informação sobre as sociedades não residentes ('offshore') com as quais o responsável assinou contratos de renovação de créditos.