Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Carlos Costa afasta necessidade da banca recorrer a novas ajudas estatais

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 nov (Lusa) - Os bancos portugueses estão bem capitalizados e preparados para passar nos exercícios do Banco Central Europeu (BCE), assegurou hoje o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, afastando a necessidade de as instituições recorrerem à linha de recapitalização da 'troika'.

"Os bancos portugueses têm níveis de capitalização adequados, almofadas de capital adequadas e estão sujeitos a um acompanhamento muito próximo da qualidade dos ativos. Portanto, eu não estou à espera que os bancos tenham necessidades de capital para além daquelas que já foram objeto do processo de recapitalização", afirmou aos jornalistas o governador, no final da comissão parlamentar do Orçamento e Finanças.

"De qualquer forma, ter um fundo de recapitalização disponível é a melhor garantia que nós podemos dar aos depositantes e aos mercados de que os bancos portugueses, não só estão seguros, como ainda estão a trabalhar com uma rede de segurança que é o fundo de recapitalização, constituído no âmbito da intervenção da 'troika' [Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional]", sublinhou.