Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Caritas em África sente-se impotente para responder aos desafios do continente

Lusa

  • 333

Chimoio, 25 fev (Lusa) - Conflitos políticos e religiosos, fome, seca e cheias no continente africano têm desafiado, quase que de forma constante, a atuação da Caritas África, que, por vezes, se sente "impotente para acudir" os necessitados, disse à Lusa o seu presidente.

"África é desafiadora. Olhe para os conflitos que se estão a passar em tantos países e que provocam a penúria e miséria. A isso, a Caritas África não pode ficar indiferente" disse o moçambicano Francisco Silota, presidente da Caritas África, e bispo de Chimoio, no centro de Moçambique.

Numa breve radiografia da atuação, muitas vezes limitada, a instituição tem procurado a assistir aos mais carenciados nas regiões em conflitos armados e também zonas assoladas por secas cíclicas ou com extrema pobreza.