Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

CAP lamenta recuo da Comissão Europeia sobre embalagens invioláveis de azeite

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 mai (Lusa) -- A CAP lamentou hoje o recuo da Comissão Europeia sobre a obrigatoriedade de a restauração e hotelaria comercializarem azeite em embalagens invioláveis nos Estados-membros, à semelhança do que já acontece em Portugal e na Grécia.

A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), em comunicado hoje divulgado, diz "lamentar profundamente" o recuo da Comissão Europeia, anunciado quinta-feira, à decisão de garantir a segurança alimentar do azeite em toda a União Europeia.

Portugal foi pioneiro (2005) na aplicação daquela obrigatoriedade e, segundo a CAP, o alargamento a toda a União Europeia foi sempre defendido pelos produtores e embaladores nacionais, também para prevenir a fraude que prejudica a imagem do azeite como produto nacional de grande qualidade.