Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Canoístas portugueses unidos em K2 para compensar azar no K1 nos Mundiais de maratonas

Lusa

  • 333

Copenhaga, 20 set (Lusa) - Os canoístas juniores Miguel Rodrigues e Francisco Magalhães lamentaram hoje o "incidente" que condicionou o seu desempenho em K1 nos Mundiais de maratonas, esperando compensar sábado a falha, em K2, em Copenhaga.

"O momento decisivo da prova foi a confusão na quarta portagem. Uma atleta atrapalhou-me e ao Francisco, que me bateu no barco. Fiquei para trás e recuperar foi um desgaste suplementar que os meus adversários não tiveram, já que é mais fácil gerir o avanço", disse Miguel Rodrigues à agência Lusa.

O medalhado de bronze nos Europeus lamenta a mistura de provas com os C1 femininos e K1 masculinos, considerando que o ato de uma jovem o prejudicou "irremediavelmente".