Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Câmara do Porto tornou-se credora da empresa que não requalificou mercado do Bolhão

Lusa

  • 333

Porto, 28 fev (Lusa) -- A Câmara do Porto tornou-se credora da empresa vencedora do concurso público para reabilitar o Mercado do Bolhão, entretanto declarada insolvente, transformando em reclamação de créditos a indemnização de 3,3 milhões de euros exigida em tribunal desde 2008.

A informação, a que a Lusa teve hoje acesso, consta do processo judicial iniciado em 2008 pela autarquia contra a TramCroNe (TCN) devido à recusa da empresa "em outorgar a escritura pública" de reabilitação do Bolhão".

No âmbito de um recurso da Câmara para o Tribunal Central Administrativo do Norte (TCAN), o advogado do município admitiu em março estar "a correr termos uma ação para verificação ulterior de créditos no Tribunal de Comércio de Lisboa".