Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Câmara de Lisboa é acusada de favorecer BES em detrimento do Santander

Lusa

  • 333

Lisboa, 05 mai (Lusa) - A Câmara Municipal de Lisboa (CML) foi acusada de favorecer o BES em detrimento do Santander Totta num contrato de cessão de créditos a favor da EPUL, segundo uma denúncia entregue na Procuradoria-Geral da República (PGR).

A entrega da denúncia e posterior envio ao Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) foram confirmadas à Lusa por fonte oficial da PGR e o alegado favorecimento ao Banco Espírito Santo (BES) é uma das muitas acusações feitas à Câmara.

Na operação em causa, a Empresa Pública de Urbanização de Lisboa (EPUL) pretendia ceder à banca um crédito que detinha sobre a CML e assim resolver algumas das suas dificuldades de tesouraria.