Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Câmara de Coimbra suspende horário de 40 horas semanais até decisão judicial

Lusa

  • 333

Coimbra, 16 out (Lusa) -- A Câmara de Coimbra suspendeu a aplicação do horário de 40 horas semanais aos seus trabalhadores, na sequência da interposição de providências cautelares por dois sindicatos no Tribunal Administrativo e Fiscal de Coimbra (TAFC).

O presidente da câmara cessante, o social-democrata João Paulo Barbosa de Melo, decidiu a manutenção do "período normal de trabalho de 35 horas semanais" a partir de hoje, inclusive, e "até que haja decisão em contrário, designadamente dos tribunais", disse à agência Lusa fonte do gabinete de comunicação da autarquia.

Numa comunicação hoje distribuída a todos os funcionários, a que a Lusa teve acesso, o presidente da câmara revela que o município foi citado pelo TAFC, "no âmbito de dois processos, através dos quais dois sindicatos intentaram providências cautelares com vista à suspensão da aplicação do horário de trabalho de 40 horas semanais aos trabalhadores".