Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Câmara de Caminha pede acerto de dragagens no rio Minho na cimeira ibérica

Lusa

  • 333

Caminha, 07 mai (Lusa) - A Câmara de Caminha apelou hoje aos governos de Portugal e Espanha que acertem na próxima cimeira ibérica a realização de dragagens no rio Minho, onde o assoreamento está a condicionar a operação do 'ferryboat'.

Segundo o vice-presidente da Câmara de Caminha, Flamiano Martins, as operações de dragagens são responsabilidade do Governo espanhol, mas desde 2011 que não se realizam, pelo que o assoreamento do rio Minho "impede" a saída de Caminha do 'ferryboat' que liga à localidade galega de La Guardia, no período da baixa-mar.

O autarca português acrescenta que a Capitania do porto local tem estado "em contacto" com as autoridades marítimas nacionais, alertando sobre a dificuldade da navegabilidade atual, tema que, acrescentou, "poderá" ser discutido na cimeira entre os governos de Portugal e de Espanha, a realizar a 13 de maio em Madrid.