Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Câmara da Guarda suspende horário de 40 horas semanais até decisão judicial

Lusa

  • 333

Guarda, 01 nov (Lusa) - A Câmara Municipal da Guarda anunciou hoje que vai suspender, a partir de segunda-feira, a aplicação do horário de 40 horas semanais aos seus trabalhadores, até que haja uma decisão judicial.

A autarquia refere, em comunicado enviado à agência Lusa, que o presidente Álvaro Amaro (PSD/CDS-PP) "assinou hoje um despacho que determina que o período normal de trabalho dos trabalhadores e colaboradores do município da Guarda regresse às 35 horas semanais (sete horas diárias), até que o Tribunal Constitucional se pronuncie sobre esta matéria".

A nota refere que o despacho do autarca "produz efeitos a partir da próxima segunda-feira, dia 04 de novembro, dando como revogados os despachos anteriormente emanados em sentido contrário".